domingo, janeiro 31, 2010

Dia nacional dos quadrinhos

Não existe atalho no desenho. Ou fica bom ou não. Desenhar é isso. Não dá pra disfarçar. Não tem retórica. Mas o que é um desenho aceitável? O que é feito com verdade, com facilidade (estilo). No caso dos quadrinhos, ele pode ser de várias formas, tudo depende da história. Isso é novidade para você? Então vai outra... O que importa de verdade é a idéia. O desenho é secundário e esse foi o erro de várias gerações de quadrinhistas brasileiros: achar que o desenho é o fim e não o meio. Aqui no Brasil tudo gira em torno de um traço bem feito, ninguém analisa a história e sim o acabamento gráfico, por isso que temos poucos roteiristas bons. Eles são sempre menosprezados em relação ao desenho. Mas isso pode mudar e rápido. É só valorizar a HQ nacional.

3 comentários:

Tia Augusta disse...

se nao fosse por vc, nao saberiamos nunca

Glauco Guimarães disse...

Huhum... Que ironia né...

Ju disse...

Nunca tinha pensado na coisa por esse lado. Verdade.